7.9.10

Silêncio de doce melodia

Isadora Garcia

Silêncio de doce melodia
Vieste acordar minha melancolia?
Apontar-me tão cedo a luz do dia
Sereno e demorado em tua cortesia?

Silêncio de transparente poesia
Vieste livrar-me de tal nostalgia?
Levar de vez em tua companhia
Toda essa minha fantasia?

Encobre-me em tua sinfonia
Afasta-me de tal euforia
Ensina-me a tua terapia.

Auxilia-me nessa travessia
Até que sobre tal ousadia
Tenha eu total autonomia.

Um comentário:

Kaio Moraes disse...

Nossa, gostei muito desse novo poema!!
Enfim alguém falou desse silêncio de doce melodia que se aproxima delicamente todo dia. Está aí, para quem quiser ver, mais uma prova do seu (grande, por sinal) talento!! =D