3.2.11

Sentimento essencial

Isadora Garcia

Impossível provar teu sabor
Sem, na despedida, sofrer a dor
E, na expectativa, reinar o temor
De nunca mais sentir teu calor.

Mesmo sabendo ser tu das loucuras autor,
Não posso meus dias sem ti compor,
Pois a falta de teus frutos me leva ao torpor,
Destrói da vida o sentido, me traz o rancor.

Por isso te peço: devolva-me o fulgor.
Ouça o pedido que faço com ardor,
Traga de volta aos meus dias a cor.

Se pedir, sou tua sem me impor,
Da tua condição aceito o valor,
Mas volte ao meu peito, amor.

Um comentário:

Kaio Moraes disse...

Nossa, achei realmente lindo o poema. Os versos recaem sobre mim de modo duro, duro mais ainda por seu tão sincero e verdadeiro. Enfim, mais uma prova do seu talento, que tenho certeza não ser eu o único a reconhecer e admirar. Parabéns! Beijão!