28.7.09


Vestibular

Isadora Garcia


Estou surda, calada, perdida

Não sei para onde ir,

Não acho saída.


Espero muda, isolada, indecisa

Estou aguardando que outrem

Faça a escolha precisa.


Solta num mar de opções

Que me afoga impiedoso

Estou sem coragem para desbravar

Pareço nem sequer me esforçar


Presa em minhas inquietações

Assisto o tempo correr furioso

Já vi que terei de lutar

A resposta não está fácil de achar

5 comentários:

webdigitaleducator disse...

Oi, Isadora, pelo visto você é uma poetisa.

Acho que estes versos singelos sintetizam o que um candidato sente nas vésperas da prova de um vestibular.

Um grande beijo, fã de Calvin,
Prof_Michel

Sou só mais uma pessoa neste mundo cheio de pessoas disse...

acredite, essa poesia se encaixa com todos nos, ok? parabéns! vou sempre te ajudar com as riminhas chatas ok? beijooo

Anônimo disse...

Duvido que não seja porta-voz de alguém do terceiro ano...rsrsrsrss
Muito legal!
mesmo... eudinovu

Tati Martins disse...

Mas vc vai conseguir, minha linda!
Beijinhos

Paulinha disse...

você mudou, gostei bastante de com ficou xD